Talibã confirma morte do líder Akhtar Mansour

CABUL, 22 MAI (ANSA) - O talibã confirmou neste domingo (22) a morte de seu líder, mulá Akhtar Mansour, em um ataque com drones promovido pelos Estados Unidos na manhã do último sábado (21).   

Ele foi atingido enquanto seguia de carro por uma área remota do Paquistão perto da fronteira afegã. Seu falecimento também foi atestado por Cabul, que convidou o grupo ao "diálogo". "Hoje se apresenta uma nova oportunidade para os talibãs que queiram parar com os assassinatos e o derramamento de sangue", diz uma nota do gabinete do presidente Ashraf Ghani.   

Por sua vez, o Paquistão afirmou que o ataque norte-americano violou sua "soberania territorial" e pediu "esclarecimentos" a Washington. Segundo Islamabad, as autoridades locais foram informadas sobre a operação apenas quando ela já tinha sido realizada.   

O movimento fundamentalista islâmico Talibã governou o Afeganistão até 2001, quando foi derrubado pela intervenção dos Estados Unidos iniciada após os atentados de 11 de setembro. Os EUA acusavam o regime de esconder Osama bin Laden, fundador da Al Qaeda, grupo terrorista responsável pelos ataques.   

O Talibã também possui um braço no Paquistão, o Tehrik-i-Taliban Pakistan (TTP), o mesmo que baleou o rosto da ativista Malala Yousafzai, a mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz na história. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos