Em encontro histórico, papa Francisco recebe líder sunita

CIDADE DO VATICANO, 23 MAI (ANSA) - Em um encontro histórico, que pôs fim a 10 anos de tensão entre líderes católicos e islâmicos sunitas, o papa Francisco recebeu no Vaticano com um abraço o imã Ahmed al-Tayeb, da mesquita al-Azhar, nesta segunda-feira (23).   

"O encontro é uma mensagem por si só", disse o Pontífice ao fim da reunião que durou cerca de 25 minutos na Biblioteca Vaticana.   

Além do líder sunita, estavam presentes outras oito pessoas ligadas à religão islâmica e o presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, cardeal Jean-Louis Tauran.   

Como de praxe, o líder da Igreja Católica presenteou seu convidado e deu para ele uma cópia de sua encíclica sobre o meio-ambiente, a Laudato Sí ("Louvado Seja"), e uma medalha com uma pomba da paz.   

As relações entre católicos e sunitas estava abalada desde 2006, quando o então papa Bento XVI fez o famoso discurso de Ratisbona (Alemanha) em que ligou a violência ao Islã. As falas causaram críticas do então imã de al-Azhar na época e interromperam os diálogos de paz entre as duas vertentes religiosas.   

Segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, a reunião entre os dois líderes "foi muito cordial".   

"Eles revelaram o grande significado deste novo encontro no quadro de diálogo entre a Igreja Católica e o Islã. Depois, eles conversaram sobre o tema de comum empenho das autoridades e dos fiéis das grandes religiões pela paz no mundo, pela rejeição da violência e do terrorismo, pela situação dos cristãos, e sua proteção, na questão dos conflitos e nas tensões no Oriente Médio", destacou Lombardi. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos