EUA pedirão pena de morte para atirador de Charleston

WASHINGTON, 24 MAI (ANSA) - A procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, anunciou nesta terça-feira (24) que pedirá a pena de morte a Dylann Roof, o jovem de 22 anos que assassinou nove negros em uma igreja de Charleston, na Carolina do Sul, em junho de 2015.   

O templo é frequentado pela comunidade afro-americana local, e o atirador disse ter cometido o crime para iniciar uma "guerra racial" nos EUA. Ao todo, seis mulheres e três homens perderam a vida no massacre. "Essa decisão se impõe pela natureza do crime e dos danos causados", declarou Lynch. Roof responderá a 33 acusações, incluindo de "ódio racial". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos