Grécia começa a desalojar campo de refugiados de Idomeni

IDOMENI, 24 MAI (ANSA) - As autoridades da Grécia iniciaram nesta terça-feira (24) as operações de desalojamento do campo de refugiados de Idomeni, situado na fronteira com a Macedônia e considerado o maior do país.   

O acampamento abriga hoje cerca de 8,4 mil pessoas, mas vem sendo esvaziado nas últimas semanas devido ao fechamento da chamada "rota balcânica", que era o principal trajeto percorrido pelos solicitantes de refúgio na Europa.   

Segundo Atenas, os moradores do campo de Idomeni serão gradualmente transferidos para locais estruturados para recebê-los. Além disso, o porta-voz do governo grego para a crise migratória, Giorgos Kyritsis, garantiu que a polícia não usará a força. Ainda assim, jornalistas não puderam acompanhar o início do desalojamento.   

A rota balcânica está fechada desde março passado, quando a Macedônia bloqueou a fronteira com a Grécia. Por esse caminho, imigrantes saíam do Oriente Médio, principalmente da Síria, e passavam por Turquia, Grécia, Macedônia, Sérvia, Hungria, Croácia e Eslovênia.   

Seu objetivo era chegar à parte mais rica da União Europeia, com destaque para Alemanha e Áustria. O fim dessa rota é resultado do acordo entre Bruxelas e Ancara para enfrentar a pior crise migratória desde a Segunda Guerra Mundial. O pacto estabeleceu que todos os solicitantes de refúgio que desembarcarem em solo grego sem documentos sejam devolvidos para a Turquia.   

Para cada imigrante clandestino que Ancara receber de volta, ela mandará um regularizado para ser alocado nos países da UE.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos