Japão reforça segurança para cúpula do G7

ROMA, 24 MAI (ANSA) - O Japão destacou pelo menos 23 mil membros de suas forças de segurança para atuarem na proteção à próxima cúpula do G7, que será realizada entre os dias 26 e 27 de maio, na ilha de Kashiko, região central do país.   

O encontro reunirá líderes de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Reino Unido e União Europeia, além do próprio Japão. Entre eles estará o presidente norte-americano, Barack Obama, que depois da cúpula fará uma histórica visita a Hiroshima, a primeira de um chefe de Estado dos EUA após o bombardeio nuclear promovido por Washington.   

Para esse evento, 4,6 mil agentes serão deslocados à cidade que foi palco de uma das maiores tragédias da humanidade. As forças especiais do Exército também estarão em alerta para o risco de ataques não convencionais, como por meio de drones.   

Depois dos atentados na França e na Bélgica, as autoridades japonesas elevaram o nível de segurança em estádios, teatros e lugares de recreação ou aglomeração. O terrorismo será um dos temas da agenda do encontro do G7, cujos líderes ainda debaterão questões ligadas a economia, mudanças climáticas e epidemias.   

O programa nuclear da Coreia do Norte também estará na ordem do dia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos