Líder da extrema direita italiano é hostilizado em Bolonha

BOLONHA, 2 JUN (ANSA) - O líder do partido de extrema direita italiano Liga Norte, Matteo Salvini, foi hostilizado nesta quinta-feira (2) em Bolonha.   

Salvini foi para Bolonha para participar de eventos de encerramento das campanhas eleitores para as eleições do próximo domingo (5) e para apoiar a candidatura de Lucia Borgonzoni à Prefeitura. Sua ida à cidade tinha sido anunciada há dias, o que permitiu que grupos opositores, jovens universitários e eleitores contrários a suas ideologias se reunissem para protestar contra Salvini. O político queria utilizar a Piazza Verdi, na zona universitária, para realizar seus comícios, mas foi impedido por motivos de segurança pelas autoridades locais. Com isso, o líder da Liga Norte teve que se dirigir à Piazza Maggiore. Mesmo assim, não foi o suficiente para impedir confrontos entre os policiais e os manifestantes.   

Na confusão, algumas pessoas ficaram feridas e manifestantes foram presos. Mesas e cadeiras de alguns bares foram lançadas para o ar, aumentando a tensão no local. Ontem, Salvini também foi alvo de outra polêmica, desta vez envolvendo o magnata e pré-candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump. O italiano disse ter se reunido com Trump nos Estados Unidos e até publicou uma foto com o magnata, que, por sua vez, negou que conheça o líder da Liga Norte. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos