Prince morreu de overdose de analgésico, diz agência

WASHINGTON, 2 JUN (ANSA) - O cantor norte-americano Prince teria morrido de overdose de opioide, de acordo com informações publicadas nesta quinta-feira (2) pela agência Associated Press, que ouviu a confirmação de uma fonte da polícia que pediu anonimato. O opioide é um fármaco derivado do ópio, usado como analgésico para dores crônicas ou como droga recreativa. Prince faleceu no dia 21 de abril, aos 57 anos de idade, mas até o momento a causa da morte ainda não tinha sido divulgada. A polícia limitara-se a dizer que o corpo de Prince tinha sido encontrado dentro do elevador de sua residência. Na época, o site TMZ publicou que Prince tinha sofrido uma overdose seis dias antes de morrer. De acordo com a apuração do TMZ, Prince foi levado de emergência no dia 15 de abril para um hospital em Moline, Illinois, para tratar a overdose, mas seus familiares disseram que sua internação estava relacionada a uma gripe. Outros veículos da imprensa norte-americana também tinham especulado na época que Prince sofrera uma overdose, pois foram encontrados remédios e pílulas para o tratamento de dor perto do do corpo do cantor. Prince foi um dos cantores mais influentes da música pop durante seus 40 anos de carreira. Além de cantor, era compositor, ator e instrumentista. Venceu sete Grammys dos 30 aos que foi indicado, um Oscar e um Globo de Ouro. De suas canções, 14 já ficaram no top 10 da Billboard. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos