Número de famílias pobres na Itália cresce 78% durante crise

ROMA, 13 JUN (ANSA) - O número de famílias italianas em condição de pobreza absoluta cresceu 78,5% nos anos de crise e passou de 3,5% em 2007 para 5,7% em 2014.   

Os dados foram divulgados no último fim de semana pela Confederação Geral Italiana das Empresas, das Atividades Profissionais e do Trabalho Autônomo (Confcommercio) e mostram que a quantidade total de famílias vivendo nessa situação saltou de 823 mil para 1,5 milhão no período.   

Além disso, o número de pessoas em condição de pobreza absoluta ultrapassou os 4 milhões em 2014, uma alta de aproximadamente 130% em relação a 2007 e chegando a quase 7% da população. Outro dado que evidencia os efeitos da crise na Itália se refere ao mercado de trabalho: nos sete anos analisados pelo estudo, o país da bota perdeu 1,8 milhão de postos de emprego. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos