Pai de atirador de Orlando diz que não o perdoa

PORT ST. LUCIE, 13 JUN (ANSA) - Mir Sediqque, pai do atirador que matou 49 pessoas em uma boate gay de Orlando, Omar Sediqque Mateen, afirmou nesta segunda-feira (13) que não perdoa o filho pelo atentado que comentou.   

Ele recebeu alguns veículos de imprensa - incluindo ANSA - em sua residência, situada a 150 km da cidade que abriga a casa noturna Pulse, e condenou o crime de Omar Seddique. "Eu respeito os gays, não tenho nada a ver com aquilo que fazem", declarou, acrescentando que sempre tentou ensinar "coisas positivas" ao filho. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos