Após vitória na Euro, Itália tenta conter euforia

ROMA, 14 JUN (ANSA) - Após ter retornado à tradição do "catenaccio", com defesa intransponível e contra-ataque mortal, e alcançado uma contundente vitória sobre a Bélgica em sua estreia na Eurocopa de 2016, a Itália terá agora como missão evitar a euforia para chegar longe no torneio.   


Mas a tarefa não será fácil, ainda mais para uma seleção que vem de fracassos nas duas últimas Copas do Mundo e chegou à França bastante desacreditada. Desde os 2 a 0 sobre os "Diabos Vermelhos", a Azzurra é alvo de uma chuva de elogios dos italianos, a começar pelo primeiro-ministro Matteo Renzi.   


"Bravo Mister Conte, ótimo trabalho. Todos bravos. Força, azzurri", escreveu o chefe de governo, um apaixonado por futebol, em sua newsletter semanal. Já o presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò, declarou que a Itália demonstrou que nenhum outro país quer cruzar seu caminho. "É uma equipe com cabeça e coração." Nos vestiários o sentimento é de resposta a quem não acreditava na seleção, verbalizado pelo experiente volante Daniele De Rossi. "Muitos nos subestimavam, e é sempre melhor ser esnobado nesses casos", salientou o jogador.   


A Itália se classificou para a Euro apresentando um futebol modesto, perdeu jogadores importantes por lesão e seu técnico, Antonio Conte, está de saída para o Chelsea. Tudo isso foi para o espaço com o desempenho frente à Bélgica. Uma defesa firme e precisa, contra-ataques rápidos e eficientes, jogadores aplicados e um goleiro genial: ingredientes que já levaram a conquistas no passado e que voltaram a aparecer na estreia da Euro.   


A prova da aplicação italiana está nos números: nenhuma equipe correu mais na primeira rodada do torneio. Foram 119,7 km, contra 115,1 km da Ucrânia, a segunda colocada. No entanto, tradicionalmente a Azzurra tem dificuldades nas primeiras fases de competições importantes, por isso Conte tratou de manter os pés no chão.   


"A essa Itália não basta fazer coisas ordinárias, são necessárias coisas extraordinárias. Na Copa vencemos a partida contra a Inglaterra [na estreia] e depois saímos na primeira fase", lembrou o treinador. O país da bota volta a campo na próxima sexta-feira (17), contra a Suécia de Zlatan Ibrahimovic.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos