A poucos dias das eleições gerais, Espanha continua dividida

MADRI, 15 JUN (ANSA) - Um debate político entre os quatro principais candidatos às eleições gerais da Espanha, que acontecerão no próximo dia 26 de junho, provou que o país europeu ainda está muito dividido.   

Como nas eleições de dezembro do ano passado, que resultaram na dissolução do Parlamento no último mês de maio, a nova tentativa de formar um governo duradouro pode ser ameaçada mais uma vez pela falta de maioria absoluta conseguida por um partido.   

Parte dessa divisão política deve-se ao enfraquecimento das duas legendas que, nas últimas três décadas, eram as mais expressivas no país, o conservador Partido Popular (PP), do atual primeiro-ministro, Mariano Rajoy, e o de centro-esquerda Partido Social Operário Espanhol (Psoe), de Pedro Sánchez, que nas últimas pesquisas eleitorais ocupava o terceiro lugar.   

Além disso, devido à crise na economia espanhola e aos escândalos de corrupção dos últimos cinco anos, também se notou um crescimento de duas siglas, a liberal Cidadãos (C's), de Albert Rivera, e a de esquerda Podemos, liderada por Pablo Iglesias. No entanto, como nenhum dos quatro partidos conta com a maioria absoluta, o que permitiria que um deles conseguisse governar o país sem tantas dificuldades e interrupções, seus líderes começaram a propor alianças.   

Uma delas partiu de Rajoy que queria formar uma coalizão entre o PP, o C's o Psoe, ideia que foi rechaçada por Sánchez. O líder do Psoe, aliás, também não respondeu se aceitaria participar da aliança com o Unidos Podemos, que deve ficar com o segundo lugar no próximo dia 26.   

A proposta foi feita várias vezes por Iglesias até mesmo no debate desta segunda-feira (12). "Eu não imagino o Psoe dizer ao povo que prefeririam Rajoy e o PP a chegar a um acordo de governo conosco, mas seria bom que eles se decidissem antes que os cidadãos votem", comentou Iglesias durante o evento televisivo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos