Neymar pede desculpas por post polêmico nas redes sociais

SÃO PAULO, 15 JUN (ANSA) - Após fazer um post no Instagram dizendo que ia "aparecer um monte de babaca e falar m..." por causa da vexatória eliminação da seleção brasileira na Copa América Centenário, o atacante Neymar pediu desculpas pelas palavras utilizadas.   


"Meus cinco minutos no Brasil foram suficientes para perceber que meu post/desabafo no Instagram tinha tido uma repercussão negativa, gigante por aqui. O que ouvi das pessoas que me receberam no aeroporto foi que eu "me excedi"... Admito... Sim, eu "me excedi. PEDIR DESCULPAS a todos os que se sentiram ofendidos é o mínimo que posso fazer", escreveu na noite desta terça-feira (14).   


De acordo com o atacante, ele queria falar para a "minoria" de repórteres ou torcedores que fazem críticas excessivas à seleção. "Mirei em meia dúzia e acertei em milhares, milhões...   


Acabei de ler um artigo do Renato Rodrigues, da ESPN, com o título 'Neymar expôs o "nós contra eles", que não é bom para ninguém no futebol brasileiro'. Concordo com ele. Essa discussão não é boa para o nosso futebol e sem querer caí na armadilha", refletiu.   


Neymar não estava na equipe que disputou a Copa América por ter optado por participar das Olimpíadas do Rio de Janeiro. O Barcelona liberou o atleta apenas para uma das competições e, após um acordo com o então técnico da seleção, Dunga, ficou acertado que ele tentaria ajudar a dar o único título que falta para a história da equipe.   


- Renovação com o Barcelona: Apesar dos intensos rumores que Neymar trocará o Barcelona pelo Paris Saint-Germain (PSG), o jornal catalão "Sport" informou que o brasileiro acertou sua renovação com a atual equipe até 2022.   


De acordo com a publicação, o novo contrato teria uma multa contratual de 230 milhões de euros (R$ 892,4 milhões).   


Em fevereiro deste ano, a "ESPN Brasil" já havia cravado a renovação até 2021, em acordo que havia sido assinado em dezembro do ano passado.   


- Acordo do Barcelona com Tribunal: Na última segunda-feira (13), a direção do Barcelona aprovou um acordo financeiro para por fim ao "caso Neymar" com a Audiência Nacional espanhola. O clube admitiu que cometeu crimes fiscais com a Fazenda na contratação do brasileiro e que, por isso, pagará uma multa de 5,5 milhões de euros pelo caso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos