Após briga, Venezuela obtém vitória sobre secretário da OEA

CARACAS, 16 JUN (ANSA) - A Venezuela teve uma importante vitória junto a Organização dos Direitos Humanos (OEA) durante a Assembleia Geral, em curso na República Dominicana, ao receber respaldo para a revisão da atuação do secretário-geral, o uruguaio Luis Almagro, diante do país.   

A medida foi aprovada com 19 votos a favor e 12 contra. A chanceler da Venezuela, Delcy Rodríguez, classificou essa como "uma votação histórica".   

"Foi iniciado um processo de avaliação da atuação ilícita e fraudulenta de Almagro, se promoveu uma declaração e foi solicitado que o Conselho Permanente siga avaliando a atuação desmedida do secretário-geral", explicou a chefe da diplomacia venezuelana.   

Almagro defende uma possível aplicação da Carta Democrática, que permite suspender os países-membros da organização que violarem as garantias democráticas, diante da atual crise econômica e política que assola a nação sul-americana.   

De acordo com Almagro, a Venezuela passa por uma crise agravada por "contínuas violações da Constituição" por parte do governo de Maduro, a quem foram conferidos "superpoderes" pelo Legislativo nacional. Ele ainda chamou o líder venezuelano de "um ditadorzinho".   

A decisão de Almagro, que é ex-ministro das Relações Exteriores do Uruguai na gestão de José Mujica, é sem precedentes na OEA. Brasil Maduro, por sua vez, criticou as autoridades de Brasília após o chanceler do governo interino José Serra receber o opositor Henrique Capriles e dizer que "vê com bons olhos" o referendo revogatório que a oposição tenta promover contra o governo chavista.   

"Para mim, ninguém deve falar sobre o referendo revogatório em países que não prevêem essa medida. É um assunto dos venezuelanos. Eu não me dirijo ao presidente do Paraguai, Horacio Cartes, que conheço muito bem, para dizer: 'você deve punir os golpistas que derrubaram o presidente Fernando Lugo'", apontou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos