Arqueólogos encontram restos de vinho de 3 mil anos a.C.

VENEZA, 16 JUN (ANSA) - Vestígios de vinho de pelo menos 3 mil anos a.C. foram encontrados em um templo antigo na Geórgia durante uma missão arqueológica organizada pela Universidade Ca' Foscari, de Veneza.   


O recipiente da bebida, que tem formato de animal, foi encontrado no sítio arqueológico da província de Aradetis Orgora de Shida Kartli, a 100 quilômetros de Tífilis, capital da Georgia. Dentro da "garrafa", havia restos bem conservados de Vitis vinifera, a espécie de uva mais usada na produção de vinhos na Europa.   


Depois da descoberta, os arqueólogos confirmaram a hipótese de que o vinho tinha um papel central na civilização kura-Araxes, que habitou a área no período de 3,5 mil a.C. A bebida provavelmente seria usada em rituais religiosos.   


Além do pólen da videira, também foram encontrados resquícios de muitas outras plantas, que ainda estão sendo estudados por especialistas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos