Comer no melhor restaurante do mundo custa R$ 700

Por Lucas Rizzi SÃO PAULO, 16 JUN (ANSA) - Eleita pela revista britânica "Restaurant" como o melhor restaurante do mundo, a Osteria Francescana, situada em Modena, no norte da Itália, apresenta releituras modernas e inovadoras de pratos tradicionais da região da Emilia-Romana.   


Mas quanto custa saborear as criações do chef e ícone da gastronomia italiana Massimo Bottura? A resposta é: muito. Ainda mais levando-se em conta que a cotação do euro está hoje em R$ 3,89, o que torna uma refeição na Osteria Francescana uma extravagância acessível a poucos brasileiros.   


O restaurante oferece dois menus-degustação, ou seja, o cliente paga um valor fixo e come opções pré-determinadas. Geralmente é a melhor forma de conhecer o trabalho de um chef renomado. O mais barato, chamado "Tradizione in Evoluzione" ("Tradição em Evolução"), sai pelo preço de 180 euros (R$ 700) e inclui 10 pratos.   


Entre eles estão duas das invenções mais famosas de Bottura: o antipasto "Cinque stagionature di Parmigiano Reggiano" ("Cinco texturas de Parmigiano Reggiano"), no qual ele apresenta um dos queijos mais famosos da Itália de cinco formas diferentes, e a sobremesa "Oops! Mi è caduta la crostata al limone" ("Oops! Caiu a torta de limão"), que nasceu após um cozinheiro distraído ter derrubado uma fatia de torta no chão.   


A história é contada no episódio protagonizado por Bottura na primeira temporada da série-documentário "Chef's Table", produzida pelo Netflix. O outro menu-degustação tem o nome de "Sensazioni" ("Sensações") e custa 200 euros (R$ 778). No entanto, inclui 13 pratos, sendo que nenhum deles está no "Tradizione in evoluzione".   


Ou seja, se tratam de duas experiências distintas, e não apenas de um cardápio maior e outro menor. Ah, se você quiser o serviço de harmonização de vinhos, basta acrescentar 120 euros (R$ 466) ou 150 euros (R$ 583) à conta, dependendo do menu.   


Contudo, ao contrário de muitos dos melhores restaurantes do planeta, a Osteria Francescana também possui um cardápio para os que acham o menu-degustação um exagero. Mas no fim pode acabar saindo mais caro. Juntando os preços do antipasto (60 euros, ou R$ 233), primeiro prato (de 50 a 70 euros, ou de R$ 194 a R$ 272) e segundo prato (80 euros, ou R$ 311), o valor mínimo será de 190 euros (R$ 738).   


No cardápio da casa de Massimo Bottura estão massas clássicas da gastronomia italiana, como "spaghetto alla chitarra" e "tagliatelle al ragu", mas apresentadas de uma maneira diferente, o que rendeu duras críticas ao chef no início de sua trajetória. Alguns moradores de Modena não gostavam de ver as comidas de suas mães e avós feitas de uma forma que ignorava a tradição familiar. Com o sucesso do cozinheiro, a resistência ficou no passado, e hoje ele é considerado um dos principais embaixadores da culinária do país. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos