Assange completa 4 anos como refugiado em embaixada

LONDRES, 20 JUN (ANSA) - O fundador do Wikileaks, Julian Assange, completou no último domingo (20) quatro anos como refugiado na sede da Embaixada do Equador em Londres, capital do Reino Unido.   

Para "celebrar" a data, o ativista australiano fez uma declaração via streaming e afirmou que seu portal é uma das "bibliotecas mais modernas" do mundo, mas continua "sob assédio dos bárbaros que querem destruí-la".   

Em sua breve intervenção, Assange também agradeceu a todos que ficaram ao seu lado nos últimos quatro anos. Em seguida, ele deu lugar ao ministro das Relações Exteriores do Equador, Guillaume Long, que reiterou o apoio do país ao ativista e relembrou os "esforços" para encontrar uma solução com o Reino Unido e a Suécia.   

O fundador do Wikileaks é acusado de estupro e tentativa de abuso sexual no país escandinavo e se refugiou na Embaixada equatoriana por temor de ser extraditado aos Estados Unidos, onde poderia ser condenado à prisão perpétua por ter vazado documentos confidenciais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos