China e Rússia estão sob investigação por doping na natação

ROMA, 20 JUN (ANSA) - O presidente da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), Craig Reedie, confirmou nesta segunda-feira (20) que a Rússia e a China estão sendo investigadas por uma sistema de dopagem de atletas da natação, semelhante ao que baniu os russos no atletismo.   


Segundo Reedie, as "investigações foram ativadas" após uma "nova onda de acusações preocupantes" enviadas à Federação Internacional de Natação (Fina) após as Olimpíadas de Inverno realizadas em Sóchi, em 2014. As acusações apontam uma "manipulação sistêmica" dos exames de urina e de sangue dos campeões da competição.   


O chefão da Wada ainda apoiou a suspensão da Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, mas lembrou que a punição não é injusta porque não atinge os atletas paralímpicos, sobre os quais, não há suspeitas.   


Na sexta-feira (19), a Federação Internacional de Atletismo (Iaaf, na sigla em inglês) manteve a suspensão aos atletas russos devido ao escândalo de doping revelado no ano passado.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos