Puma culpa fábrica por camisas rasgadas na Eurocopa de 2016

SÃO PAULO, 20 JUN (ANSA) - A marca alemã Puma, responsável pelos uniformes das seleções nacionais de futebol da Itália, Áustria, Eslováquia, República Tcheca e Suíça, explicou por que cinco camisetas de jogadores suíços rasgaram durante jogo da Eurocopa de 2016 contra a França no último domingo, dia 19. A empresa afirmou que a culpa foi da fábrica já que algumas camisas tinham um defeito de fabricação. "A nossa análise das camisetas suíças utilizadas no jogo de domingo indica que foi usado um tecido cujos fios foram danificados durante o processo de produção, levando a uma fragilidade da peça final", explicou a Puma.   


A Puma ainda disse que o caso é isolado, que será resolvido em breve e que nada de parecido aconteceu com as outras seleções para as quais fornece o uniforme.   


Durante a partida no domingo, as camisas de Breel Embolo, Admir Mehmedi, Blerim Dzemaili e Granit Xhaka estragaram facilmente, fazendo com que os jogadores tivessem que trocar a parte de cima do uniforme ao menos uma vez durante a partida, sendo que Xhaka teve que mudar duas vezes.   


As piadas sobre o assunto não demoraram para invadir as redes sociais, principalmente o Twitter, e até membros do próprio time riram do caso, como o atacante Xherdan Shaqiri que disse que espera "que a Puma não fabrique camisinhas".   


Além das cinco camisas rasgadas, o jogo entre Suíça e França também foi marcado por uma bola da Nike furada. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos