Confira tendências masculinas na Semana de Moda Milão (1)

MILÃO, 21 JUN (ANSA) - A tarde desta terça-feira, dia 21, foi marcada pelo último dia da Milan Fashion Week Men, o maior evento de moda masculina da Itália e um dos principais do mundo, acompanhado pelas semanas de Paris, Londres e Nova York.   


Para encerrar a MFW, que revelou várias tendências para o universo fashion dos homens, coube à grife Giorgio Armani impressionar a plateia, que contava com as ilustres presenças do ator Kevin Spacey e do cantor Ricky Martin, com a elegância e a beleza da coleção.   


O desfile da maison italiana fechou com chave de ouro o evento e mostrou um homem para quem elegância é tudo. "Um homem tem que trabalhar e para isso ele precisa estar vestido de uma certa maneira, não é como se ele pudesse ir para uma reunião importante em uma jaqueta bomber... vamos dar o espaço certo para a moda no contexto da vida, não vamos transformar os homens em seres ridículos", explicou o estilista Giorgio Armani sobre o propósito da sua coleção.   


Para isso, as passarelas contaram com jaquetas que parecem camisas, toques de vermelho "Pompeia" combinado com cores mais neutras, muitas calças baggy, incomuns para a marca, jacqard e casacos leves de linho ou algodão, com até 3 botões e caimentos amplos e largos cobrindo parcialmente malhas de tricô e camisas de seda.   


No entanto, a apresentação da Armani não foi a única a deslumbrar os presentes. Por isso, confira os destaques da MFW Men primavera/verão 2017: O novo homem da Versace - Para o seu desfile, que aconteceu no sábado passado (18) e contou com uma trilha sonora de músicas inéditas do cantor Prince, a grife Versace decidiu trazer às passarelas a ideia de um homem "mais real, mais da rua", segundo a responsável pela maison, Donatella Versace, que falou que a visão de homem para a marca mudou e está mais moderna.   


Para isso, a coleção apresentada focou em uma peça específica do guarda-roupa masculino: o casaco para o verão. Parkas longas e super leves de nylon quase transparentes e trench coats fluidos e desestruturados de jersey acompanhavam camisetas de seda e calças de alfaiataria com a cintura e os tornozelos com elásticos nas passarelas.   


Já a típica camisa de seda da Versace se transformou em um casaco bomber e as estampas icônicas na grife foram distorcidas e propostas com tons mais intensos e profundos. E as jaquetas de pele e de estilo biker formaram looks com shorts de ciclista e leggings de corrida. O homem artista e explorador da Salvatore Ferragamo - No primeiro desfile sem o ex-diretor criativo da maison, Massimiliano Giornetti, a Salvatore Ferragamo continuou fiel a sua tão conhecida estética e a sua grande elegância. Nessa nova coleção, apresentada no último domingo (19), o homem é um artista explorador, inseparável da sua mochila com inúmeros bolsos e que tem seu look criado por camisas-jaquetas enfiadas em calças leves de modelo sahara ou em calças de cintura alta inspiradas na do artista russo Nicolas De Stael.   


Em relação às estampas, os desenhos eram do artista abstrato Hans Arp, que coloriam fullards e tantas outras peças. Os detalhes também foram de extrema importância na coleção, das camadas de pele em blousons compactos aos broches de pedras decorando os casacos.   


Além disso, um dos motivos mais admirados da coleção foi o dos 100 mil pequenos triângulos costurados à mão que, juntos, formaram um desenho de uma folha, resultado de 290 horas de trabalho.   


A viagem para a Guatemala da Missoni - Entre tecidos coloridos e túnicas bordadas, a nova coleção da Missoni, que brilhou nas passarelas da Milan Fashion Week no domingo, se inspirou na Guatemala para criar seus looks.   


A reinterpretação dos motivos e das cores tradicionais do país latino foi completamente artesanal, focando em degradés, jacquards de chevron, formas geométricas, pequenos e irregulares quadrados e efeitos ikat, tudo muito colorido. O famoso pássaro quetzal, típico na América Central, aparecu bordado à mão em ouro metalizado ou em decalques em tecidos para dar uma cara vintage nas peças.   


Além disso, completaram a coleção blousons e túnicas de malha bordada em teares, camisas de cowboy também bordadas em jacquard, bermudas jeans, calças bootleg e jaquetas de camurça ou de uma mistura de algodão-linho. Já nos pés, sandálias clássicas da região latina como "caites" e "latigos" e botas de cowboys foram as peças usadas.   


Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos