Mais de 80 pessoas são detidas antes de protesto em Paris

PARIS, 23 JUN (ANSA) - Ao menos 85 pessoas foram detidas nesta quinta-feira, dia 23, em Paris, na França, antes do início de um protesto contra uma reforma trabalhista, informaram fontes oficiais. Ainda de acordo com representantes da Prefeitura da capital francesa, a maior parte dos detidos portava objetos que "poderiam ser usados" como armas.   

Segundo os organizadores, mais de 60 mil pessoas participam do ato. As siglas oficiais são mais honestas, falam em cerca de 20 mil. Até o momento, o protesto permanece pacífico.   

A marcha, que o governo de François Hollande pensou em proibir, é realizada sob estritas medidas de segurança.   

Cercas usadas nos acessos dos estádios onde estão sendo realizados os jogos da Eurocopa foram colocadas nas proximidades da Praça da Bastilha, de onde partiu a passeata. Toda pessoa que tenta acessar o local passa por revista.   

Nos protestos do último dia 14 de junho, Paris foi tomada por confrontos e episódios de violência que deixaram cerca de 30 feridos e um rastro de destruição na capital. Desde então se cogitava a hipótese de restringir manifestações sindicais na cidade. Nos últimos dias, o primeiro-ministro Manuel Valls já havia pedido para as entidades sindicais anularem o ato por causa da realização da Eurocopa 2016, mas a solicitação foi ignorada. Reforma - A reforma trabalhista tem como meta dar mais flexibilidade para empresas negociarem as jornadas diretamente com seus funcionários. Além disso, o projeto prevê o relaxamento das normas para demissão sem justa causa e a redução dos valores pagos por horas extras. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos