Filme brasileiro é único longa latino em festival na Itália

ROMA, 27 JUN (ANSA) - O filme brasileiro "A cidade onde envelheço", da diretora Marilia Rocha, será o único representante latino-americano tanto na mostra como na competição da 52ª edição do Festival do Cinema Novo em Pesaro, na Itália. O evento, que ocorre na costa adriática, ocorrerá entre os dias 2 e 9 de julho.   


O longa conta a história de duas amigas portuguesas, uma que vive há muito tempo em Belo Horizonte e outra que está estudando a possibilidade vir ao país. As protagonistas do filme são as atrizes Elizabeth Francisca e Francisca Manuel.   


A obra tem coprodução portuguesa e teve sua estreia mundial no Festival de Roterdã (Holanda) em fevereiro. Além disso, foi exibido durante o final de semana no Festival de Munique (Alemanha). Fundado em 1965 pelos críticos cinematográficos italianos Lino Micciché e Bruno Torri, este último aind apresente no comitê, o evento em Pesaro é o local de entrada de muitos filmes latino-americanos na Europa ao longo das décadas. Entre uma das estreias mais triunfais, está o longa do diretor argentino Fernando Ezequiel Solanas "La hora de los hornos", de 1968.   


Este ano, o Festival de Pesaro inclui o francês "Les Ogres" de Léa Fehner, o tcheco "David" de Jan Tesitel, o chinês "Kaili Blues" de Gan Bi (que recebeu o prêmio de melhor diretor no Festival de Locarno), o norte-americano "The Ocean of Helena Lee", de Jim Akin, o egípcio "In the last days of the city " de Tamer El Said, o italiano "Per un figlio" do senegalês Suranga Deshapriya Katugampala e o nigeriano "Akounak tedalat taha tazoughai" de Christopher Kirkley.   


Entre os filmes que serão projetos fora de competição, está o "C'eravamo tanto amati", do lendário Ettore Scola, falecido recentemente, e uma mostra paralela dedicada ao cinema italiano de baixo orçamento. Também serão apresentados grandes filmes do passado, como "Todo Modo", de Elio Petri e "Rocky" de John G. Avildsen, ambos celebrando os 40 anos de lançamento.   


Outra atração será uma sessão dedicada aos documentários que falem de cinema e que o crítico de cinema Adriano Para revisou recentemente - sendo mais de dois mil títulos. Além da veiculação das obras, haverá um e-book para a visualização das histórias das obras.   


Pesaro também apresentará filmes pornográficos, entre eles, o "Queen Kong", dirigido por Monica Stambrini com a estrela pornô Valentina Nappi. A exibição da obra chegou a causar protestos das autoridades eclesiais locais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos