Bolzano quer se separar da Itália, mas só no futebol

BOLZANO, 29 JUN (ANSA) - A província autônoma de Bolzano, no norte da Itália, iniciou nesta quarta-feira (29) o percurso para tentar se separar do restante do país. Mas apenas no futebol.   


Uma moção aprovada pelo conselho provincial autoriza as autoridades locais a entrarem em contato com territórios que não são soberanos, como Gibraltar (Reino Unido) e Ilhas Faroe (Dinamarca), para saber como eles conseguiram ser admitidos por uma federação internacional, a Uefa.   


O objetivo final é fazer com que a seleção de Bolzano seja aceita pela Fifa. A moção foi apresentada pelo partido independentista Liberdade do Tirol do Sul, que lembrou que o Reino Unido foi representado por três times na Eurocopa 2016: Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales, o único sobrevivente.   


Bolzano é uma das duas províncias autônomas que compõem a região de Trentino-Alto Ádige, a mais setentrional da Itália - a outra é Trento. Com cerca de 500 mil habitantes, ela faz fronteira com a Áustria e, além do italiano, tem o alemão como língua oficial.   


A província também abriga movimentos que lutam pela sua independência da Itália e por sua anexação pelo estado austríaco de Tirol - em alemão, Alto Ádige se chama "Südtirol" ("Tirol do Sul"). Atualmente, a província não possui nenhum jogador de destaque no futebol italiano. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos