Nacionalidade de Maduro é mais uma vez colocada em dúvida

Por Milagros Rodríguez CARACAS, 28 JUN (ANSA) - Parece que vale tudo para tirar o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, do Poder, e mais uma vez foi colocada em dúvida sua nacionalidade. O dirigente político Pablo Medina pede ao Parlamento local que inste Maduro a apresentar certificações de que nasceu no país, diante de antigos boatos de que, na verdade, ele seria natural da nação vizinha Colômbia. Recentemente, representantes da Assembleia Nacional (AN) já haviam pedido, por meio de uma carta, que o mandatário "facilite ao órgão o acesso a sua certidão de nascimento e à documentação que comprove que não possui dupla nacionalidade".   

Medina explicou, em entrevista à ANSA, que "a resposta foi o silêncio, o que, neste caso, do ponto de vista legal, é uma confissão".   

Para Medina, é evidente que o líder não está cumprindo com a Constituição e "isso é o suficiente para que Assembleia dê o próximo passo para revogar sua posse e retire suas funções".   

Medina realiza há cerca de três anos investigações sobre o local de nascimento de Maduro e diz possuir provas de que ele tem "dupla nacionalidade".   

"Existem relatos de que sua mãe e suas duas irmãs nasceram na Colômbia e de que ele nasceu, viveu e estudou em Cúcuta". Ele ainda disse acreditar que existe um "complô" entre Colômbia, Cuba, China e Rússia contra Venezuela para manter Maduro no Poder.   

As dúvidas sobre a nacionalidade de Maduro cresceram nos últimos dias enquanto a oposição, em meio a uma severa crise política e econômica, busca uma via constitucional para tirá-lo do Poder.   

A Constituição venezuelana é categórica quando diz que apenas pessoas nascidas no país e sem dupla nacionalidade podem se eleger.   

Maduro, por sua vez, garante ter nascido na capital, Caracas, em 23 de novembro de 1962, negando os rumores.   

O próprio governo colombiano concorda com isso. A vice-chanceler Patti Londoño Jaramillo esclareceu, em carta enviado ao opositor Henry Ramos Allup, líder da AN, que o mandatário "não possui nacionalidade colombiana". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos