Turquia prende suspeitos de ligação com ataque em aeroporto

ISTAMBUL, 30 JUN (ANSA) - As autoridades turcas prenderam ao menos 13 pessoas nesta quinta-feira (30) suspeitas de relação com o atentado ao aeroporto de Ataturk, em Istambul, que deixou 43 vítimas, sendo 19 estrangeiras, e mais de 200 feridos há dois dias. Alguns jornais publicaram que mais pessoas foram presas, porém a informação ainda não foi confirmada. O governo turco disse apenas que conseguiu descobrir a nacionalidade dos três suicidas que realizaram o atentado na noite de terça-feira: eles eram originários do Uzbequistão, Quirguistão e da República do Daguestão.   

A polícia acredita que os suicidas alugaram por um mês um apartamento no bairro histórico de Fatih, em Istambul, que era usado como base operativa para o atentado. A zona registra uma alta taxa de refugiados sírios. Foram realizadas diversas operações policiais ao longo do dia em mais de 16 endereços de pessoas que teriam ligação com o grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis).   

Apesar das ações contra o EI, o grupo não se pronunciou ainda sobre o ataque. Nenhuma organização reivindicou o atentado. No sábado, as autoridades prenderam duas pessoas sob suspeita de ligação com o Estado Islâmico enquanto tentavam cruzar a fronteira com a Síria. Uma delas era procurada pela Turquia por denúncias de preparar atentados em Ancara e Adana, no sul do país. Além do EI, a Turquia enfrenta outras ameaças vindo de outros grupos locais, como os curdos separatistas e nacionalistas do PKK. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos