Modelo argentina é hostilizada por carregar tocha olímpica

SÃO PAULO, 1 JUL (ANSA) - A pouco mais de um mês do esperado início dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, o revezamento da tocha olímpica no Brasil continua causando algumas polêmicas por onde passa. Desta vez, os problemas começaram em Foz do Iguaçu.   


Nesta quinta-feira, dia 30, mais de 90 pessoas conduziram a tocha por cerca de 20 quilômetros no município próximo da divisa com a Argentina e com o Paraguai, entre muitos presentes. No entanto, uma delas foi a modelo e atriz argentina Calu Rivero que segurou o icônico objeto por aproximadamente 200 metros.   


O acontecimento deixou muitos argentinos bravos e decepcionados, incluindo grandes esportistas, como German Chiaraviglio, Pilar Geijo, Pepe Meloans, Rocío Comba e Belen Perez Maurice. De acordo com eles, a tocha deveria ter sido carregada por alguma pessoa relacionada a algum esporte e não por uma modelo.   


Não é a primeira vez que a escolha das pessoas que carregarão a tocha gera polêmica neste ano. Artistas, como as duplas sertanejas Zezé di Camargo e Luciano e João Neto e Frederico; celebridades, como a ex-participante do reality "Big Brother Brasil" Ana Paula; e jornalistas, como Poliana Abritta e Sandra Annenberg; estão participando do revezamento e muitos internautas não estão felizes como isso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos