Mulher é presa por ameaças de morte a Stephen Hawking

Por Mónica Uriel MADRI, 1 JUL (ANSA) - Uma cidadã norte-americana foi detida e condenada hoje (1) a quatro meses de prisão por ameaçar de morte o físico britânico Stephen Hawking, que está atualmente na Espanha. A mulher foi presa ontem, quando a polícia soube que ela viajou para Tenefire, nas Ilhas Canárias, onde Hawking, de 74 anos, participa do festival Starmus. O julgamento ocorreu nesta sexta-feira e a mulher admitiu ter ameaçado o físico. Por não possuir antecedentes criminais, o juiz permitiu que ela ficasse em regime aberto, mas a proibiu de se aproximar por menos de 500 metros de Hawking. Ela também não pode se comunicar com o cientista britânico por oito meses. De acordo com a polícia espanhol, a mulher, de 37 anos, vive atualmente na Noruega e sofre de instabilidade mental. Ela perseguia Hawking há anos e por vários países. Ela enviou mensagens de "vou te matar" e "estou ao teu lado e posso te matar" para o endereço de e-mail do físico, o que alarmou a família de Hawking.   

O britânico, que sofre desde a adolescência de esclerose lateral amiotrófica (ELA), tem o corpo paralisado e se comunica apenas por um computador. Ele nunca tinha sofrido ameaças antes. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos