Hillary Clinton presta depoimento ao FBI por caso de emails

WASHINGTON, 02 JUL (ANSA) - A ex-secretária de Estado e pré-candidata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, prestou depoimento ao FBI neste sábado (02) pelo caso do uso de emails privados enquanto atuava no governo de Barack Obama.   

De acordo com nota de seu comitê de campanha eleitoral, a democrata "se apresentou voluntariamente" e está "feliz em poder colaborar com o Departamento de Justiça".   

Ainda segundo o comitê, a conversa durou cerca de três horas e meia e ocorreu nos escritórios da agência federal em Washington.   

"Em sinal de respeito por essa investigação ainda em curso, ela não comentará sobre o depoimento", finalizou a nota.   

Os emails enviados por Hillary de seus dispositivos pessoais foram sendo liberados aos poucos no ano passado. Ao todo, mais de 55 mil páginas de conversas eletrônicas realizadas entre 2009 e 2013 foram divulgadas pelo Departamento de Estado. Apenas aquelas consideradas "secretas" ou que poderiam por em risco a segurança nacional não foram disponibilizadas ao público.   

Enviar os emails de maneira privada impede que as autoridades norte-americanas tenham acesso às comunicações profissionais, como é de praxe para quem ocupa cargos públicos. A lei federal dos EUA estabelece que cartas e emails enviados e recebidos por funcionários públicos do governo em exercício são considerados documentos oficiais e, por isso, devem ser conservados, arquivados e ficar à disposição do Congresso, de historiadores e da imprensa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos