Itália mantém tabu, mas cai para Alemanha na Euro

SÃO PAULO, 02 JUL (ANSA) - A Itália foi até aonde deu, mas não conseguiu superar a poderosa Alemanha e está eliminada da Eurocopa 2016. Após um empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, os germânicos derrotaram a Azzurra nos pênaltis por 6 a 5 e se mantêm vivos na briga pelo quarto título na competição.   


A partida começou morna, com a Itália chamando a Alemanha para seu campo e apostando nos contra-ataques. Os atuais campeões mundiais giravam a bola de pé em pé, mas não conseguiram furar a consistente defesa azzurra. A melhor chance apareceu aos 26 minutos, quando Schweinsteiger, que havia entrado no lugar do contundido Khedira, cabeceou para o gol, mas o tento foi anulado por causa de um empurrão em De Sciglio.   


Já a seleção italiana, segura na defesa, mostrava pouca qualidade para puxar contra-ataques, principalmente devido ao desfalque do volante De Rossi. Por conta disso, muitas vezes os zagueiros eram obrigados a tentar lançamentos para o grandalhão Pellè ou para o veloz Éder. Em um deles, Bonucci acionou Giaccherini na esquerda, o ala cruzou para trás e Sturaro chegou batendo. A bola desviou em Boateng e passou com perigo ao lado do gol de Neuer.   


A Azzurra voltou para a segunda etapa mais presente no ataque, mas ao mesmo tempo deu espaços para a Alemanha, que logo aos 8 minutos assustou os italianos com um chute de Müller desviado por Florenzi praticamente debaixo da trave. Aos 20, Mario Gómez deu belo passe para Hector, que cruzou para Özil abrir o placar em Bordeaux.   


Pouco depois, Gómez finalizou de calcanhar na pequena área e obrigou Buffon a fazer uma bela defesa. A partida parecia se encaminhar para uma vitória germânica, a primeira sobre a Itália em Eurocopas, mas, aos 30 minutos, Boateng colocou o braço na bola dentro da área. O juiz deu pênalti, e o zagueiro Bonucci foi para a cobrança e converteu, deixando tudo igual.   


O gol levou o duelo para a prorrogação, que correu que nem o primeiro tempo, com os dois times preferindo não assumir riscos.   


A cautela acabou levando a partida para os pênaltis, que opuseram os dois maiores goleiros da atualidade, Gigi Buffon e Manuel Neuer. E os dois brilharam. Cada um pegou um chute na parte inicial da disputa, que foi para as cobranças alternadas.   


Na nona batida, Darmian parou no goleiro alemão. Em seguida, Hector foi para a bola e chutou rasteiro. A bola passou embaixo do corpo de Buffon e passou. Com o resultado, a Alemanha se classificou para as semifinais da Euro 2016 e agora pegará o vencedor de França e Islândia.   


Já a Itália manteve o retrospecto de não perder para a rival em partidas oficiais, mas volta para casa, ainda que consciente de ter feito o possível contra a melhor seleção do mundo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos