UE condena Real e Barça a devolverem 'ajudas de Estado'

BRUXELAS, 04 JUL (ANSA) - A Comissão Europeia, poder Executivo da União Europeia, decidiu nesta segunda-feira (4) que Real Madrid, Barcelona e outros cinco clubes espanhóis terão de devolver milhões de euros em "ajudas ilegais de Estado" concedidas nos últimos anos.   


O anúncio foi feito pela comissária para concorrência da UE, Margrethe Vestager, que diz que usar dinheiro do contribuinte para financiar times de futebol profissionais constitui "competição desleal". "O futebol profissional é uma atividade comercial que envolve significativas somas de dinheiro e deve respeitar as regras da concorrência", declarou.   


O caso do Real Madrid, por exemplo, diz respeito à transferência superfaturada de um terreno do clube para a Prefeitura de Madri.   


A sociedade recebeu mais de 22 milhões de euros pela propriedade, mas só tinha direito a 4,8 milhões, por isso terá de devolver 18 milhões.   


Além disso, o clube merengue, assim como Barcelona, Athletic Bilbao e Atlético Osasuna pagaram impostos como "entidades sem fins lucrativos" durante cerca de 20 anos, mas Bruxelas qualificou tal tratamento como "absolutamente injustificado".   


Cada um terá de devolver aproximadamente 5 milhões de euros.   


Além disso, Valencia (20,4 milhões), Hércules (6,1 milhões) e Elche (3,7 milhões) restituirão empréstimos irregulares concedidos pelo Instituto Valenciano de Finanças (IVF). (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos