Após 26 anos, Reino Unido voltará a ter premier mulher

LONDRES, 7 JUL (ANSA) - As ministras britânicas do Interior, Theresa May, e da Energia, Andrea Leadsom, disputarão a liderança do Partido Conservador, como foi decidido nesta quinta-feira, dia 7, em nova rodada de votações internas. A vencedora irá substituir David Cameron, tornando-se a segunda premier mulher da história do país, após Margaret Thatcher.   

May recebeu 199 votos e Leadsom 84 entre os representantes da legenda conservadora, tirando o ministro da Justiça, Michael Gove, da corrida eleitoral. No próximo dia 9 de setembro, os 150 mil filiados da legenda escolherão qual delas é a mais indicada para liderá-los. A ganhadora do pleito deve assumir o posto de primeira-ministra e comandar o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE), decidido por meio de referendo no final de junho. Apesar de May liderar a competição, seus planos podem ser ameaçados por Leadsom, que recebeu o apoio do polêmico ex-prefeito de Londres Boris Johnson. A única certeza é que o país voltará a ser governado por uma primeira-ministra após a conservadora Margaret Thatcher, que liderou os britânicos entre 1979 e 1990. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos