Polícia italiana prende suspeito de assassinar imigrante

FERMO, 07 JUL (ANSA) - A polícia italiana prendeu nesta quinta-feira (7) Amedeo Mancini, acusado pelo homicídio do solicitante de refúgio nigeriano Emmanuel Chidi Namdi, morto a golpes de barra de ferro enquanto defendia a esposa de insultos racistas.   

Dono de uma empresa do setor de zootecnia, Mancini é um conhecido torcedor da Fermana, time da cidade de Fermo que disputa a Série D do Campeonato Italiano. Ele tem 1,90 metro de altura e já foi proibido de entrar em estádios por conta de confusões nas arquibancadas.   

Segundo uma reconstrução ainda muito fragmentada, na noite da última terça-feira, dia 5 de julho, Mancini insultou a companheira de Namdi, Chinyery, chamando-a de "macaca africana" e a sacudiu com força suficiente para provocar algumas escoriações.   

O nigeriano reagiu atacando e derrubando o agressor com uma placa de rua. Mas o italiano se levantou e acertou um soco em Namdi, jogando-o no chão. Depois, o golpeou com uma barra de ferro. O episódio aconteceu em Fermo, cidade situada na região centro-oriental de Marcas, e o suspeito chegou a ser detido após o crime, mas estava em liberdade até está quinta-feira.   

O imigrante foi levado em estado grave para um hospital, porém entrou em coma irreversível e morreu na última quarta (6). Namdi tinha 36 anos e havia entrado na Itália com sua esposa em setembro passado, após ter feito a perigosa travessia do mar Mediterrâneo. Cristãos, eles fugiam do grupo fundamentalista Boko Haram.   

Segundo pessoas próximas a Chinyery, ela está em "completo estado de choque e inconsolável" pela morte do marido. Os dois viviam em um seminário de Fermo, mas a mulher foi transferida para outra estrutura de acolhimento depois do crime.   

O caso voltou a levantar discussões sobre o racismo e a crescente xenofobia na Itália, em alta por conta da crise migratória que atinge o país há alguns anos. Apenas na cidade de Fermo, que tem 37 mil habitantes, quatro igrejas denunciaram ataques com bombas artesanais entre fevereiro e maio deste ano por acolherem solicitantes de refúgio. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos