Boris Johnson ameniza tom e diz querer laços com Europa

LONDRES, 14 JUL (ANSA) - Com um histórico de posicionamentos polêmicos e desavenças diplomáticas, o ex-prefeito de Londres Boris Johnson tentou amenizar os efeitos políticos e econômicos de sua nomeação a secretário de Assuntos Exteriores do Reino Unido nesta quinta-feira (14), em sua primeira declaração como chanceler.   

"Há uma enorme diferença entre sair da União Europa e manter as nossas relações com a Europa", disse Johnson, demonstrando intenção de não criar problemas com os países do bloco durante a fase de desligamento do Reino Unido da UE, o chamado "Brexit". Segundo Johnson, seu desejo é apenas "remodelar o perfil global do Reino Unido" e "alargá-lo". O ex-prefeito, do Partido Conservador, foi um ferrenho defensor da saída do país da UE, contrariando até o posicionamento do ex-primeiro-ministro David Cameron, que renunciou ao cargo após a maioria dos eleitores votar pelo "Brexit". Johnson contou ter recebido "com prazer o primeiro telefonema" de parabenização do secretário de Estado norte-americano, John Kerry.   

O ex-prefeito já conversou também com o ministro das Relações Exteriores da Itália, Paolo Gentiloni. De acordo com a Farnesina, foi demonstrado um interesse de cooperação em temas de política externa. E os dois pretendem se reunir na próxima semana em Londres para discutir a crise na Síria, e em Washington para participar de uma cúpula da coalizão contra o Estado Islâmico (EI, ex-Isis). No diálogo, Gentiloni ressaltou que a Itália tem interesse em conduzir a negociação para a saída do Reino Unido da UE de maneira amistosa, mas pediu que Londres seja clara nos prazos.   

A nomeação de Johnson a secretário de Assuntos Exteriores foi feita ontem (13) pela nova primeira-ministra britânica, Theresa May. O anúncio gerou críticas no mundo todo, inclusive em internautas que não toleram a maneira extravagante e sem diplomacia do ex-prefeito da capital. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos