Mattarella irá a funeral de vítimas de tragédia ferroviária

BARI, 15 JUL (ANSA) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, viajará para Andria, na região da Puglia, neste sábado, dia 16, para o funeral das 23 pessoas mortas na colisão de dois trens na rota que liga a cidade a Corato no começo da semana.   

Em sinal de luto, as bandeiras italianas serão hasteadas a meio mastro em edifícios públicos em todo o país, apontou nota oficial. Para o premier Matteo Renzi, a Justiça deve ser feita pelas famílias das vítimas do acidente, mas a exploração da tragédia para fins políticos deve ser evitada. "O massacre afetou muito de nós, mas, acima de tudo, destruiu a vida de mais de 20 famílias". "Juízes estão investigando as causas do acidente. Da minha parte, eu escolhi evitar todas as polêmicas. Não é tempo de acusação. Vamos deixar os magistrados fazer seu trabalho", concluiu.   

Os trens se chocaram de frente na última terça-feira, dia 12, na saída de uma curva e acredita-se que os maquinistas sequer tiveram tempo de frear. As composições eram formadas por quatro vagões cada, sendo que os dois primeiros de cada uma ficaram completamente destruídos. O objetivo do inquérito agora é descobrir quem deu autorização para a composição proveniente de Andria prosseguir sua viagem. O condutor que sobreviveu à tragédia, Nicola Lorizzo, se tornou a sexta pessoa a ser instada no inquérito. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos