França confirma morte de brasileira em ataque em Nice

BRASÍLIA, 18 JUL (ANSA) - As autoridaes francesas confirmam que a brasileira Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro está entre as 84 vítimas do massacre ocorrido em Nice no último dia 14 de julho. A mulher, de 30 anos, morreu ao lado de sua filha de seis anos. Até semana passada, o Itamaraty, procurado pela ANSA, não tinha registrado nenhum brasileiro entre os mortos e nem entre os cerca de 200 feridos. O presidente Michel Temer enviou agentes de inteligência da Abin para a França para acompanhar o caso. Os exames de DNA confirmaram que um dos corpos das vítimas era de Cristina de Assis Ribeiro, que era dada como desaparecida desde o ataque no feriado do Dia da Bastilha. Ela foi levada a um hospital logo após o atentado e, somente ontem (17), a morte foi confirmada, pois a mãe da brasileira, Inês Gyger, criticou as autoridades pela demora em dar informações.   


A brasileira morava na Suíça com sua filha Kayla e seu marido Silyan, também ferido no ataque cometido por Mohamed Bouhlel, que atropelou uma multidão que aguardava a tradicional queima de fogos na orla de Nice com um caminhão a 80 km/h.   


As duas filhas mais novas da brasileira, Djulia, de 4 anos, e Kimea, de sete meses, foram salvas pelos pais. Em estado de choque, os três ainda continuam internados no Hospital Pediátrico da Fundação Lenval. A família da brasileira tem contado com o apoio do consulado da Suíça, já que possui dupla nacionalidade. Temer, por sua vez, exigiu que o Itamaraty redobre os esforços para dar assistência aos brasileiros na França. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos