Por 'Brexit', Grã-Bretanha renunciará à Presidência da UE

LONDRES E BRUXELAS, 20 JUL (ANSA) - A Grã-Bretanha vai renunciar à Presidência semestral da União Europeia para concentrar seus esforços apenas no processo de saída do país do bloco econômico, informou um porta-voz da primeira-ministra britânica, Theresa May, nesta quarta-feira (20). A decisão teria sido comunicada, por telefone, ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk. "A premier sugeriu que o Reino Unido deve renunciar à Presidência rotativa do Conselho, atualmente agendada para o segundo semestre de 2017, para priorizar as negociações para deixar a União Europeia. A premier explicou que nós precisamos nos preparar cuidadosamente para as negociações antes de ativar o Artigo 50", afirmou o porta-voz. O Artigo 50 do Tratado de Lisboa precisa ser ativado oficialmente para permitir a saída da Grã-Bretanha do bloco econômico. O mais provável é que a Estônia assuma o comando do Conselho no segundo semestre de 2017, já que a nação seria aquela que assumiria o cargo no início de 2018. Segundo fontes europeias, a Bélgica teria se candidatado para assumir a Presidência, mas os embaixadores dos 28 Estados-membros - que estão reunidos hoje em Bruxelas - não concordaram com a medida porque os belgas assumiram o posto recentemente. Atualmente, a Eslováquia está na Presidência rotativa e será substituída por Malta no início do ano que vem. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos