Itália fixa meta de 25 medalhas nas Olimpíadas

ROMA, 21 JUL (ANSA) - Após perder dois fortes candidatos ao ouro nas Olimpíadas de 2016, a Itália espera conquistar pelo menos 25 medalhas no Rio de Janeiro.   


A meta foi apresentada nesta quinta-feira (21) pelo presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò.   


"Não tivemos muita sorte nos últimos tempos, mas teremos feito a nossa parte se chegarmos a 25 medalhas", declarou o cartola.   


No fim de junho, o marchador atlético Alex Schwazer, campeão olímpico em 2008, foi suspenso pela segunda vez por doping, o que deve tirá-lo dos Jogos do Rio - ele ainda aguarda o julgamento de um recurso no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).   


Algumas semanas depois, o saltador em altura Gianmarco Tamberi se lesionou durante uma competição em Mônaco e não conseguirá se recuperar a tempo das Olimpíadas. Ambos eram candidatíssimos a vencer a medalha de ouro.   


"Trabalhamos com consciência e honestidade, e vocês sabem melhor do que eu que muitas vezes as medalhas são definidas por detalhes", acrescentou Malagò, durante conversa com jornalistas.   


Nos últimos Jogos, em 2012, a Itália obteve 28 medalhas, sendo oito de ouro, nove de prata e 11 de bronze.   


O país é aposta certa em esportes como esgrima e tiro, mas também tem boas chances na natação, no boxe e na luta olímpica.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos