Navio do MSF recupera 22 cadáveres no Mar Mediterrâneo

PALERMO, 21 JUL (ANSA) - O navio Acquarius da ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) recuperou 22 corpos de imigrantes em barcos clandestinos nesta quinta-feira (21). Segundo a entidade, 21 cadáveres eram de mulheres que estavam tentando a travessia entre a costa da Líbia com destino à Itália. As operações do dia, no entanto, conseguiram resgatar com vida 209 pessoas. Também nesta quinta, outros 628 estrangeiros chegaram a Pozzallo, na Sicília, a bordo de outra embarcação do MSF. Todos eles foram resgatados no temido Canal da Sicília em botes precários. No local, há diversas entidades de ajuda humanitária e também do governo que farão a identificação dos imigrantes e tentarão localizar alguns prováveis traficantes de seres humanos que estejam entre os deslocados.   

Desde o fechamento de diversas rotas imigratórias na Grécia, a Itália voltou a ser, nos últimos meses, o destino principal de milhares de estrangeiros que buscam uma vida nova na Europa. De acordo com dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), até o dia 18 de julho deste ano, cerca de 240 mil imigrantes chegaram à Europa através do Mar Mediterrâneo e quase três mil perderam a vida ou desapareceram na travessia.   

Destes, 79,8 mil chegaram à Itália e 2,5 mil morreram nas travessias do Canal da Sicília, considerada a rota marítima "mais mortal do mundo". Outros 159 mil foram à Grécia, com 383 mortes no período. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos