Procuradoria vai apelar contra sentença de Oscar Pistorius

JOANESBURGO, 21 JUL (ANSA) - A Procuradoria Nacional da África do Sul anunciou nesta quinta-feira (21) que irá entrar com um recurso contra o aumento para seis anos da prisão do ex-atleta olímpico Oscar Pistorius por considerar a punição "escandalosamente clemente". A sentença, proferida no dia 6 de julho pelo Tribunal de Apelação de Pretória, aumentou em um ano a condenação aplicada em 2014 contra o ex-atleta pelo assassinado de sua então namorada, a modelo Reeva Steenkamp, no dia 14 de fevereiro de 2013.   


Para os procuradores, a pena é "desproporcional" ao crime cometido por Pistorius. Por isso, eles lutarão pela pena máxima no caso, 15 anos de detenção.   


"Nós esperamos que esse apelo ajude a esclarecer os princípios da sentença, particularmente, na categoria de crimes para os quais estão prescritas as sentenças mínimas definidas pela legislação", disseram os procuradores em nota.   


Em 2014, Pistorius foi condenado por homicídio culposo (quando não há intenção) a cinco anos de prisão. Por seu bom comportamento, em outubro do ano passado, ele passou a cumprir o regime domiciliar. Porém, em dezembro de 2015, a Corte Suprema reviu a pena e classificou o crime como homicídio voluntário, permitindo um novo processo judicial. No início desse mês, a pena foi aumentada para seis anos após uma série de novas audiências. O ex-atleta sempre confirmou que atirou em Steenkamp, mas afirma que fez os disparos porque achava que um ladrão havia invadido o banheiro de sua casa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos