Unicef denuncia assassinato de crianças em Manbij, na Síria

ROMA, 21 JUL (ANSA) - O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) denunciou nesta quinta-feira (21) que mais de 20 crianças morreram ao longo desta semana em ataques aéreos em Manbij, no norte da Síria.   

A cidade e seus arredores, que abrigam 150 mil pessoas, são controlados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), mas estão sob intenso assédio de forças curdas, apoiadas pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.   

"Nesta semana, mais de 20 crianças foram assassinadas em ataques aéreos em Manbij, e um garoto de 12 anos foi brutalmente morto em Aleppo", declarou Hanas Singer, representante do Unicef no país árabe.   

Segundo o órgão, 35 mil crianças estão presas na região sitiada.   

"Esses terríveis episódios deixam ainda mais claro às partes em conflito sua responsabilidade de respeitar as leis internacionais humanitárias que protegem as crianças na guerra", acrescentou Singer.   

Manbij é considerada crucial na guerra contra o EI porque fica a cerca de 130 km de Raqqa, tida como a capital do grupo na Síria.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos