Conheça 5 fatos sobre a população muçulmana na Europa

SÃO PAULO, 22 JUL (ANSA) - Os recentes atentados terroristas na Europa e a crise migratória que atinge o continente - a maior desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) - acentuaram a islamofobia e deram força a movimentos ultranacionalistas de extrema-direita, principalmente na França, Bélgica, Alemanha e Reino Unido. Dentro deste cenário, o centro norte-americano de estudos Pew Research divulgou um relatório com cinco aspectos sobre a população muçulmana na Europa. Qual o tamanho da comunidade muçulmana no continente? E como ela está crescendo tão rápido? 1)A Alemanha e a França têm o maior número de muçulmanos entre os países-membros da União Europeia. Em 2010, antes do pico migratório, havia 4,8 milhões de muçulmanos na Alemanha, o que correspondia a 5,8% da população total, e 4,7 milhões na França (7,5%). Porém, se considerada toda a região expandida, a Rússia tem o maior número de muçulmanos: 14 milhões, que representam 10% dos moradores do país. 2)A parcela da população muçulmana na Europa tem crescido consideravelmente nos últimos anos. A cada década, a comunidade aumentou em um ponto percentual. Era de 4% em 1990 e foi para 6% em 2010. Este ritmo de crescimento é esperado até 2030, quando os muçulmanos serão cerca de 8% da população europeia. 3)Os muçulmanos que vivem na Europa são mais jovens que a média geral. Em 2010, a idade média dos muçulmanos era de 32 anos, oito a menos que a média de toda a Europa (40 anos). 4)Os países do centro-leste da Europa tendem a ter uma visão mais pessimista em relação à população muçulmana. Este aspecto se acentua se o cidadão possui tendência política à direita. Na Hungria, 72% enxergam os muçulmanos com uma visão negativa, seguida pela Itália (69%), Polônia (66%) e Grécia (65). Nos países da porção oeste do continente, o cenário muda. Apenas 28% dos britânicos têm uma visão negativa, 29% dos alemães e 29% dos franceses. Estes dados foram coletados em uma pesquisa recente do Pew Research Center em 10 países. 5)Em 2010, a União Europeia tinha 13 milhões de muçulmanos. Lar da maior comunidade da Europa, a Alemanha tem principalmente imigrantes turcos, mas também kosovares, iraquianos, bósnios e marroquinos. Já na França, cerca de três milhões de muçulmanos nasceram em ex-colônias, como Argélia, Marrocos e Tunísia.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos