Defendendo 'lei e ordem', Trump aceita nomeação republicana

CLEVELAND, 21 JUL (ANSA) - O polêmico magnata norte-americano Donald Trump aceitou a nomeação como candidato republicano na corrida à Casa Branca com discurso realizado na convenção nacional do partido na noite da última quinta-feira, dia 21.   

Em pronunciamento de mais de uma hora, um dos mais longos da história da convenção, Trump disse que é o único que pode restaurar "a lei e a ordem" nos Estados Unidos. "Juntos, iremos conduzir nosso partido de volta à Casa Branca e iremos conduzir nosso país de volta à segurança, à prosperidade e à paz. Seremos um país de generosidade e calor", acrescentou.   

Suas palavras foram recebidas com aplausos em Cleveland e gritos de apoio, após ser apresentado pela filha, a também empresária, Ivanka Trump. "Se vocês quiserem escutar mentiras, na próxima semana acontece a convenção democrata", alfinetou o magnata sobre o encontro que irá confirmar sua rival Hillary Clinton na corrida pela Presidência do país. "Eu sempre direi a verdade", acrescentou Trump. O magnata ainda reiterou sua polêmica promessa de construir um muro na fronteira com o México, financiado pelo país vizinho, para evitar que imigrantes ilegais consigam entrar em solo norte-americano. "Nosso plano é colocar a América em primeiro lugar.   

Americanismo, e não globalização, será nosso lema. Enquanto formos liderados por políticos que não colocam a América em primeiro, outros países não nos tratarão com respeito, o respeito que merecemos", conclui o candidato, sujo lema é "Façamos a América ser Grande de Novo". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos