Ataque em Munique deve alterar segurança na Oktoberfest

BERLIM, 25 JUL (ANSA) - O atentado em um shopping de Munique na última sexta-feira (22) deve provocar mudanças no esquema de segurança de um dos principais eventos da cidade, a Oktoberfest.   

O tradicional festival de cerveja da capital da Baviera reunirá milhares de alemães e estrangeiros entre os dias 17 de setembro e 3 de outubro, o que pode torná-lo um potencial alvo para terroristas. Por isso, o prefeito de Munique, Dieter Reiter, quer vetar a entrada de bolsas e mochilas na festa.   

"Acredito que as pessoas compreenderão, depois daquilo que aconteceu", declarou ele nesta segunda-feira (25). Ali Sonboly, autor dos disparos de sexta passada na cidade, que mataram nove pessoas, carregava uma mochila para guardar munição.   

Essa foi a mesma tática empregada pelo sírio Mohammed Delel, que se explodiu no último domingo (24) no município de Ansbach, ferindo 15 indivíduos.   

Prisão - A polícia alemã deteve para interrogatório um jovem afegão de 16 anos que teria conhecimento sobre os planos de Sonboly. Os dois haviam se conhecido um ano antes, em um hospital psiquiátrico.   

Mensagens trocadas entre eles via WhatsApp indicam que o adolescente encontrou o terrorista no lugar do massacre e sabia que ele estava armado. O jovem já foi liberado, mas segue sob investigação por suspeita de cumplicidade.   

Tanto ele quanto Sonboly eram viciados em jogos eletrônicos violentos, como "Counter-Strike", e chegaram a ser tratados para se livrar da compulsão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos