Sem vitórias no ano, Ferrari troca diretor técnico

MARANELLO, 27 JUL (ANSA) - Sem conseguir cumprir a promessa de pelo menos incomodar a hegemonia da Mercedes na Fórmula 1, a Ferrari anunciou nesta quarta-feira (27) a saída de seu diretor técnico, James Allison, que ocupava o cargo desde o fim de 2014.   


Segundo a escuderia de Maranello, o rompimento foi decidido "de comum acordo". "A equipe agradece a James pelo empenho e sacrifício neste período juntos e deseja sucesso e serenidade em seus futuros trabalhos", declarou o diretor esportivo da Ferrari, Maurizio Arrivabene.   


Allison foi substituído pelo suíço Mattia Binotto, que está na escuderia desde 1995 e foi o responsável pelo desenvolvimento dos motores e sistemas de recuperação de energia usados atualmente em seus carros. A Ferrari ocupa hoje a segunda colocação no mundial de construtores, com 224 pontos, 154 a menos que a líder Mercedes, que tem 378.   


Além disso, seus dois pilotos, Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, estão apenas em quarto e quinto lugares no campeonato e não conquistaram nenhuma vitória em 2016. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos