Com incertezas sobre Venezuela, Mercosul cancela cúpula

MONTEVIDÉU, 28 JUL (ANSA) - A cerca de 48 horas do fim do prazo para o Uruguai passar a Presidência temporária do Mercosul, ainda existem incertezas se a Venezuela receberá o cargo diante de profundas divisões de opinião entre os demais países do bloco.   

O governo de Montevidéu, em evidente embaraço, já havia sido obrigado a cancelar a cúpula de chefes de Estado, marcada para meados de julho, que marca a conclusão de cada mandato.   

Agora o Uruguai também cancelou a reunião do Conselho do Mercado Comum do Mercosul, segundo maior organismo dentro do bloco, que seria realizada no próximo sábado (30).   

Brasil e Paraguai já haviam anunciado que não enviariam representantes para a reunião do Conselho, reiterando sua oposição à passagem do Poder ao governo de Nicolás Maduro.   

Os argumentos formais para justificar a decisão são de ordem técnica, de que a Venezuela não cumpriu suas obrigações para assumir como membro do bloco, mas na realidade existe um conflito político.   

Brasília, assim como o governo de Assunção, se preocupa com as severas crises econômica e política pelas quais passam o país.   

Além disso, existem boatos de que os membros do Mercosul temem que, uma vez na liderança do bloco, as autoridades de Caracas possam desacelerar o tão esperado acordo de livre comércio com a União Europeia (UE), cujas negociações tomaram novo fôlego recentemente. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos