Serei presidente de todos, diz Hillary após aceitar nomeação

FILADÉLFIA E WASHINGTON, 29 JUL (ANSA) - Hillary Clinton aceitou, na noite da quinta-feira (28), ser a candidata democrata para a disputa à Presidência dos Estados Unidos e prometeu ser a "presidente de todos" se for eleita pelos norte-americanos.   

Em uma noite que contou com show de Katy Perry, a ex-secretária de Estado foi introduzida ao palco da convenção do partido por sua "orgulhosa" filha Chelsea, que elogiou a postura política e familiar de Hillary. Na plateia, a imensa maioria apoiava a nomeação, mas alguns cartazes de protestos foram vistos entre o público.   

Vestida de branco, a candidata afirmou que "os Estados Unidos são grandes. Não deixem ninguém dizer que nós somos fracos", em uma clara referência ao slogan de campanha de seu adversário, Donald Trump, que promete fazer o país "grande novamente". O magnata apareceu diversas vezes no discurso da democrata, que falou que ninguém no local "tem o nome no alto de um arranha-céu" e que os eleitores "não devem acreditar que alguém pode fazer tudo sozinho".   

Citando o ex-presidente Franklyn D. Roosevelt, a ex-primeira-dama ressaltou que "a única coisa que devemos temer é a nós mesmos". "Não vamos construir um muro, mas sim construir uma economia em que cada pessoa que queira um emprego possa tê-lo. Não acredite em ninguém que diz 'eu sozinho posso resolver'. Os americanos não dizem 'sozinho eu posso resolver'.   

Nós dizemos 'nós resolvemos juntos'", disse sob ovação.   

Sobre a economia, Hillary afirmou que lutará "do primeiro ao último dia" de cargo pela criação de empregos e pelo fortalecimento da classe média. Além disso, prometeu uma reforma imigratória para incluir os latinos na economia do país e disse que irá agir nas questões de igualdade trabalhista e acesso ao sistema de saúde.   

Sobre seu rival de primárias, o senador de Vermont, Bernie Sanders, Hillary prometeu trabalhar com ele e mandou uma mensagem aos eleitores dele. "Quero agradecer a Bernie Sanders e dizer a todos os seus eleitores aqui e ao redor do país: quero que saibam que eu ouvi vocês. Sua causa é nossa causa. Nosso país precisa de suas ideias, da sua energia e da sua paixão", disse sob muitos aplausos. A ex-secretária de Estado prometeu abraçar algumas das bandeiras de Sanders e disse que irá lutar, por exemplo, para tornar gratuitas as mensalidades nas Universidades para os jovens da classe média e um mecanismo que garantam a sua matrícula nelas.   

"Grande discurso. Ela foi testada. Ela está pronta. Ela nunca desiste. É por isso que Hillary deve ser nossa próxima presidente (Ela sabe usar o Twitter, também)", escreveu o presidente dos EUA, Barack Obama, em uma ironia a uma parte do discurso da candidata.   

Durante sua fala, Hillary afirmou que uma pessoa que "se esquenta com um simple tuíte não pode ter acesso aos código nucleares", em resposta aos constantes ataques que os democratas sofrem do magnata. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos