Casa Itália ganha vida com obras de italianos e brasileiros

RIO DE JANEIRO, 1 AGO (ANSA) - Faltam apenas 4 dias para o início dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio 2016 e somente dois para a inauguração oficial da Casa Itália, a luxuosa acomodação da seleção olímpica italiana, que abrirá na próxima quarta-feira (3) com a presença do primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi.   


A residência, que é uma séria candidata a ganhar a "medalha de ouro" de casa olímpica mais bonita, está localizada no famoso Costa Brava Clube, mansão desenhada na década de 1960 pelo renomado arquiteto Ricardo Menescal.   


Durante os dois eventos esportivos, o local será uma mostra de como o esporte tem forte ligações com a arte e o design italianos, exaltando assim o famoso Made in Italy em todas as frentes e criando um novo "renascimento", que tem um olhar mais voltado para o moderno, para o digital, para as mídias e redes sociais e para um universo em rede.   


Além disso, a curadora Beatrice Bertini idealizou o conceito "Horizontal", que traz a ideia de que esse renascimento também se mostrará presente no "modo de se relacionar, de se exprimir" que deve existir entre Itália e Brasil: horizontal.   


Sendo assim, a arte e o design italianos se encontram com os brasileiros, em uma mistura de estilos, temas e tipos de composições e instalações. Obras de renomados artistas e designers italianos, como Francesco Binfarè, Gianfranco Baruchello, Paola Pivi, Francesco Simeti, Giuseppe Gallo e Massimo Bartolini dividirão espaço com trabalhos de brasileiros, como Vik Muniz e o estúdio de design Campana Brothers. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos