Erdogan ataca Itália por processo contra seu filho

ISTAMBUL, 02 AGO (ANSA) - Em meio ao expurgo por conta da tentativa de golpe de Estado do último dia 15 de julho, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, voltou seus olhos para o exterior e partiu ao ataque contra a Itália.   

Segundo o mandatário, as relações entre Ancara e Roma podem ficar mais difíceis por conta de um processo contra seu filho, Bilal Erdogan, por lavagem de dinheiro. "O caso das investigações sobre meu filho em Bolonha poderia colocar em dificuldade as nossas relações com a Itália, que deveria se ocupar da máfia", afirmou o presidente, em entrevista à emissora italiana "Rai News 24".   

Bilal havia retornado a Bolonha no fim do verão passado para completar um doutorado iniciado em 2007. No entanto, em março deste ano, deixou o país alegando "motivos de segurança". Neste mesmo período, um adversário de Erdogan exilado na França, Murat Hakan Huzan, apresentou uma denúncia contra seu filho por lavagem de dinheiro.   

"Meu filho devia voltar a Bolonha para terminar o doutorado, mas naquela cidade me chamam de ditador e fazem atos para o PKK [Partido dos Trabalhadores do Curdistão, reprimido por Erdogan].   

Por que não intervêm? É esse o Estado de Direito?", acrescentou.   

A resposta do primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, foi imediata. Em seu perfil no Facebook, ele escreveu que a magistratura do país é "autônoma", "independente" e age de acordo com a lei para combater todas as formas de ilegalidade.   

"Os juízes respondem à Constituição italiana, não ao presidente turco. Chamamos esse sistema de 'Estado de Direito' e estamos orgulhosos dele", disse.   

Esse já é o segundo incidente envolvendo a Turquia e países europeus apenas nesta semana. Na última segunda-feira (1º), Ancara convocou o embaixador da Alemanha para consultas após o Tribunal Constitucional Federal ter proibido a divulgação de uma mensagem em vídeo do presidente turco em uma manifestação em Colônia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos