Primeira união civil gay da Toscana tem homem brasileiro

MONTIGNOSO, 02 AGO (ANSA) - Com um casal metade brasileiro, foi celebrada nesta terça-feira (2), na cidade de Montignoso, a primeira união civil entre homossexuais da Toscana e uma das primeiras de toda a Itália.   

Fabio, de 35 anos e brasileiro de origem, oficializou sua relação com o italiano Giorgio, de 46, em uma cerimônia presidida pelo prefeito da cidade costeira, Gianni Lorenzetti, do centro-esquerdista Partido Democrático (PD), legenda que patrocinou a lei que autoriza a união civil gay no país.   

Ainda registrado como homem, Fabio apareceu calçando saltos altos e com longos cabelos castanhos para coroar um amor que já dura 10 anos. "Foram necessárias três décadas para chegar a esse matrimônio, que estou feliz em celebrar. Neste gabinete estão concentrados os valores de igualdade e dignidade", declarou Lorenzetti, ignorando a distinção que a lei italiana ainda faz entre união civil e matrimônio.   

O projeto que estende aos homossexuais todos os direitos previstos no casamento, com exceção da adoção e da obrigação de fidelidade, foi aprovado em maio passado, após meses de discussões no Parlamento, mas entrou em vigor apenas no fim de julho.   

A lei enfrentou forte resistência da ala conservadora do Congresso, porém tirou a Itália da incômoda posição de único país da União Europeia a não ter uma legislação permitindo a união civil entre casais gays. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos