Sem ouro desde 2004, Itália tenta voltar ao topo do ciclismo

ROMA, 02 AGO (ANSA) - Será um ouro de prestígio, e como prova basta elencar a lista dos ciclistas que disputarão, na manhã de 06 de agosto, a primeira medalha dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro: do italiano Vincenzo Nibali ao britânico Chris Froome, do espanhol Alejandro Valverde ao francês Romain Bardet.   


A lista de inscritos na prova de estrada masculina das Olimpíadas de 2016 é verdadeiramente notável e não fica nada a dever às grandes competições do ciclismo mundial. A disputa começa e termina em Copacabana e será também a mais esperada de um esporte que ainda prevê outras 18 disputas, distribuídas em quatro modalidades: estrada, pista, mountain bike e BMX.   


O ciclismo é o terceiro esporte que mais contribuiu com medalhas para a Itália em todas as edições dos Jogos Olímpicos (33 ouros, 16 pratas e 9 bronzes), mas não propicia um ouro à delegação azzurra desde 2004, quando Paolo Bettini subiu ao degrau mais alto do pódio na prova de estrada.   


Em 2016, o país da bota chega com dois fortes candidatos nessa disputa: o já citado Vincenzo Nibali, campeão do Tour de France em 2014 e vencedor do Giro d'Italia em 2013 e 2016, e Fabio Aru, atual ganhador da Volta da Espanha.   


Nibali já declarou que vencer os Jogos do Rio é sua principal meta para o ano e usou como preparação nada menos do que o próprio Tour de France, a competição de maior prestígio deste esporte que faz parte do programa das Olimpíadas desde sua primeira edição moderna, em 1896.   


Além da prova em linha, o ciclismo de estrada inclui também competições de contrarrelógio, introduzidas nos Jogos de Atlanta, em 1996. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos