Donald Trump expulsa mãe com bebê chorando de comício

SÃO PAULO, 03 AGO (ANSA) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu para uma mãe se retirar com seu bebê de um comício em uma escola de Ashburn, na Virgínia.   

Quando a criança começou a chorar, o magnata disse: "Não se preocupe com o bebê, eu amo bebês. Eu ouço esse bebê chorando e gosto. Que bebê lindo". No entanto, como o pranto não parou, Trump mudou de tom. "Na verdade, eu estava brincando, você pode tirar seu bebê daqui", afirmou.   

Em seguida, tentou amenizar dizendo que era uma brincadeira, mas a criança logo parou de chorar. Há alguns dias, o republicano já tinha irritado islâmicos ao criticar a mãe de um soldado muçulmano morto no Iraque em 2004.   

Segundo o bilionário, Ghazala Khan, mãe do capitão Humayun Khan, ficou calada durante a convenção do Partido Democrata porque fora impedida pela "cultura islâmica". Ela subiu ao palco ao lado do marido, Khizr, para rebater as propostas de Trump contra os imigrantes, mas permaneceu em silêncio. Apenas o esposo discursou.   

No entanto, Ghazala já comentou publicamente a morte do filho em diversas ocasiões. Além disso, na última terça-feira (2), o republicano afirmou que o governo Barack Obama é um "desastre", em resposta às declarações do presidente de que ele não estaria preparado para ocupar a Casa Branca. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos